top of page

ABL sedia projeto violão na comunidade


Executado em parceria com a Academia Barreirense de Letras (ABL), o Projeto Violão na Comunidade do Instituto Caturama de Sustentabilidade, reúne crianças, adolescentes e adultos para aulas gratuitas visando promover a arte e a cultura entre a população barreirense.


Com 14 inscritos, as aulas acontecem no período noturno nas segundas-feiras no espaço da ABL, para dar sequencia ao projeto que foi iniciado em 2022 no bairro Morada da Lua, com a participação de 10 estudantes da comunidade.


De acordo com o coordenador do projeto e membro da ABL, escritor Franco Porto, um dos objetivos da iniciativa é planejar a apresentação dos alunos em espaços públicos, oportunizando um aprendizado complementar no seu desenvolvimento.


A iniciativa é uma das ações do Instituto Caturama, que tem projetos voltados para a conscientização ambiental, incentivo à leitura e promoções de apoio à pessoas em situação de vulnerabilidade social.


Presidente da ABL, escritor e professor da Ufob, Valney Rigonato, destacou a relevância da iniciativa que se encaixa no perfil de ações apoiadas pela instituição, “como uma ação de alcance social que pode ser o diferencial na vida de uma pessoa”.


O professor de violão, Geraldino Ferreira do Nascimento Junior, afirmou que a motivação para participar do projeto com trabalho voluntário foi a possibilidade de proporcionar para crianças e jovens a oportunidade de aprender um instrumento.


“Porque alguns podem seguir carreira e outros apenas encontrar refúgio e desenvolvimento musical e artístico”, afirmou, enfatizando que a iniciação musical “abre portas e se torna um ato transformador, não só emocional, mas social e político”.


Com 18 anos de vivência com o violão, há cinco anos toca em bares e eventos, sozinho ou acompanhando outros artistas como percussionista e violonista. Também atua como professor e participa de movimentos culturais e artísticos.


Dentre os trabalhos que já participou, ele destacou a co-autoria do audiovisual ‘(A)fetos, água de beber e o caminho das flores’, com direção geral de Fernanda Lucena. Ambos executaram diversas outras funções no trabalho, que contou ainda com a participação de uma grande equipe de profissionais.




56 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page