top of page

Formada a academia do colégio Eurides Sant'Anna


A abertura de espaços de diálogo com a literatura pela paz na escola é uma das propostas do projeto que está implementando a Academia de Letras Estudantil Euridiana (ALEE) no Colégio Municipal Eurides Sant’Anna. Localizada no bairro São Pedro/Barreirinhas, a unidade da rede municipal de educação, tem gestão compartilhada com a Policia Militar.

A iniciativa tem o envolvimento dos discentes do 6º ao 9º anos, apoio do corpo docente e dos familiares e está em andamento com as ações práticas que tiveram início em agosto. A concepção e coordenação é da escritora e coordenadora pedagógica Tina Laura, membro da Academia Barreirense de Letras (ABL), instituição parceira do projeto.

“Eles discutem nesse momento temas voltados para a paz na escola. Formalizam pesquisa sobre Bullying e se preparam para fazer palestras dirigidas aos próprios colegas”, pontuou, satisfeita com os primeiros resultados.

Ela, que tem uma escrita voltada principalmente para a literatura infantojuvenil, disse que “é trazendo a literatura que essa turminha, que pretendemos fortalecer o conhecimento, a criatividade e o bem estar no ambiente escolar”.


A ALEE já foi formada nos mesmos moldes da ABL, tendo cada um dos membros escolhido os seus patronos. Nos próximos dias os acadêmicos estudantis irão visitar a sede da ABL e conhecer alguns dos seus escritores.

Entre outras atribuições o grupo está formatando seu Regimento Interno e se articulando para escolher a primeira diretoria ainda este mês, com posse prevista para o dia 27 de setembro, data em que acontece a Feira do Empreendedorismo da unidade escolar.

Um dos pilares do projeto foca nas competências emocionais e sociais, considerando que são fundamentais para o desenvolvimento pessoal, interpessoal e social de um indivíduo consciente de seu papel no universo em que vive.

Outro pilar visa a valorização das descobertas, apostando no poder de expansão do repertório cultural na adolescência, idade da grande maioria dos alunos matriculados nas séries trabalhadas com o projeto.


Segundo Tina Laura, a participação ativa da direção, servidores e educadores que atuam no Eurides Sant’Anna tem sido decisivos para o desenvolvimento deste projeto, bem como o apoio dos familiares dos estudantes.


Em especial ela citou os professores: de Língua Portuguesa, Paulo Rogério Araújo Carneiro que já tinha um trabalho com os estudantes principalmente voltado para a poesia e cordel com o evento ‘Café com Poesia’; de Redação, Maria Angélica Noná; de Língua Portuguesa, Ivanete Ribeiro; de Linguagens, Vânia Macedo de Queiroz Conceição e de Geografia e História, Leia Ferreira Borges da Rocha.

111 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page