top of page

Homenagem e poesia em Catolândia


O Colégio Estadual Nossa Senhora da Penha, na sede do município, vivenciou um momento literário com a presença dos membros da Academia Barreirense de Letras (ABL), Solange Tavares da Cunha e Raimundo Augusto Corado, bem como de familiares de José Agostinho Porto (em memória) que foi membro fundador da entidade.


O encontro foi mediado pela professora, escritora e também membro fundadora da ABL, onde ocupa a cadeira de número 03, Solange Cunha. Natural de Cotegipe, ela tem seis livros publicados e sua patrona é Maria Carolina de Jesus.

Além dos estudantes e professores da instituição, que tiveram participação especial, o evento artístico cultural contou com a presença da diretora da unidade escolar, Maria Rita Nascimento e da coordenadora Meire Fabíola.

Em um dos momentos emocionantes do encontro a professora Dirlene Pinto falou sobre a trajetória do seu irmão, também professor, José Agostinho Porto, falecido em 2011.

Ele nasceu em Catolândia, ainda criança mudou com a família para Barreiras, onde estudou e atuou em diversas escolas como educador. No entanto, nunca esqueceu sua terra de origem e para registrar sua história escreveu o livro “De Santana do Catão para Catolândia’, lançado em 2002.

Natural de Santa Rita de Cassia, onde participou da fundação e ocupa o cargo de presidente da Academia Santa-Ritense de Letras, Raimundo Corado participou como poeta e cordelista.

Em seus agradecimentos mencionou a confreira Solange Cunha e a “minha conterrânea, diretora da escola, carinhosamente chamada de Ritinha”. Disse estar gratificado pelo “honroso momento”, em que pode levar “a uma plêiade de alunos um pouco dos meus trabalhos no ramo poético-literário, em forma de sonetos e cordéis”.

Para conhecer mais dos membros da ABL visite a página da academia.

94 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page