top of page

O empoderamento da mulher e a literatura


A Academia Barreirense de Letras (ABL) realiza no próximo dia 08 de março um evento alusivo ao dia internacional da mulher com a mesa de discussão ‘O empoderamento da mulher e a literatura’, a partir das 19h30.

Primeira atividade da diretoria empossada dia 1ºde março, a iniciativa é do grupo de escritoras da instituição. Participam como expositoras convidadas as professoras e escritoras Tânia Kuhnem (Ufob), Fátima Leonor (Uneb) e Solange Cunha, membro da ABL, assim como a mediadora, Marcia Rasia.

De acordo com a presidente da ABL, Marilde Guedes, “dentre as lutas nossas, das mulheres, o espaço, o universo da literatura foi e é uma conquista. Não só a literatura, também a arte. Desde o direito à alfabetização (1827) ao direito de escrever e publicar (1852)”, pontuou, enfatizando que “escrever, por muito tempo, era só para os homens”.

Ela destacou que a literatura tem sido instrumento de luta da mulher, “principalmente da negra, feminista, operária, trans, etc. para subverter, transgredir uma tradição milenar de silenciamento e reclusa nos limites do lar”.

Segundo Guedes, as mulheres barreirenses estão convidadas para a programação, “no espírito de empoderamento, lugar de fala, valorização, respeito, igualdade na diversidade, combate à violência, ao preconceito e feminicídio, para continuarmos com a nossa história de luta”.

Após a mesa de debates acontece uma confraternização festiva com intervenções musicais, poesias e falas relativas à data. Também está prevista ação com sorteio de livros com as convidadas. O encontro vai movimentar a Casa da ABL, na rua Rui Barbosa em frente da praça Duque de Caxias (do Coreto), no Centro Histórico.

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page